O setor produtivo de Alagoas registrou, ontem e hoje, a perda de dois nomes que fizeram história no setor sucroalcooleiro e na agropecuária: Sílvio Márcio Conde de Paiva e Olival Tenório.

Aos 80 anos Sílvio faleceu domingo em São Paulo. Aos 90 anos, Olival morreu hoje em Maceió.

Cada um em uma região, cada um ao seu jeito, mas os dois deram uma grande contribuição para o desenvolvimento do setor sucroalcooleiro e para agropecuária de Alagoas. Ambos tem larga tradição na seleção de gado nelore e conquistaram títulos em Alagoas e outros estados do Brasil.

A Agropecuária Olival Tenório e o Nelore SMP fizeram e fazem história da mesma forma que as empresas que eles dirigiram durante anos seguidos (as usinas Porto Rico e Coruripe, respectivamente).

A seguir um resumo de textos distribuídos pelo Sindaçúcar-AL sobre a morte dos dois empresários:

Industrial Silvio Paiva morre aos 80 anos em SP

Vítima de complicações decorrentes de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), faleceu, na manhã deste domingo, 05, aos 80 anos de idade, o industrial e conselheiro do Sindaçúcar-AL, Silvio Márcio Conde de Paiva.

Ex-superintendente e acionista do Grupo Tércio Wanderley – usina Coruripe, o empresário estava internado desde novembro do ano passado, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde realizava tratamento médico.

Sílvio Paiva, era engenheiro civil por formação e empresário atuante no setor agropecuário e agroindustrial, além de ser integrante do Conselho Estratégico da Organização Arnon de Mello (OAM), deixa esposa, Wilma Wanderley de Paiva, e três filhos, Marcio, Maria Ângela e Mauro Paiva. O corpo do empresário foi sepultado nesta segunda segunda-feira a atrde.

Morre em Alagoas o industrial Olival Tenório

Alagoas perdeu na madrugada desta segunda-feira, 06, o empreendedorismo do industrial e agropecuarista Olival Tenório Costa. O empresário, que era conselheiro do Sindaçúcar-AL, faleceu aos 90 anos, em casa, em Maceió, vítima de complicações clínicas.

Nascido em 8 de novembro de 1922, na cidade de Atalaia, Olival Tenório era formado em Química Industrial pela Universidade Federal de Pernambuco (UFP) e assumiu pelo período de 1968 a 1971 a presidência do Sindaçúcar-AL.

O empresário foi o fundador do Grupo Olival Tenório, atualmente, formado pelas usinas Porto Rico, em Campo Alegre, e a Porto Alegre, em Colônia de Leopoldina, além de uma concessionária de veículos e de uma revenda de pneus, ambas situadas em Maceió.

Já no setor agropecuário, o empreendedorismo do industrial se consolidou com a criação da Agropecuária Olival Tenório, reconhecida na pecuária alagoana e nacional pelo alto nível e qualidade genética do seu plantel de bovinos da raça Nelore/Nelore Mocho.

“Como ex-presidente do nosso Sindicato e líder setorial marcante em seu longo trajeto, Olival Tenório foi responsável por ações que integraram o polo agroindustrial canavieiro alagoano com destaque no cenário nacional. A sua simplicidade – que era acompanhada de muita seriedade e dedicação aos negócios e a atividade setorial alagoana – o dignificava como um dos mais marcantes líderes na história do nosso setor”, afirmou o presidente do Sindaçúcar-AL, Pedro Robério Nogueira.

O corpo do empresário está sendo velado no cemitério Parque das Flores, em Maceió, com o sepultamento previsto para às 9 horas desta terça-feira, 07.

Escreva seu Comentário:

Política de moderação de comentários
O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos.

© 2000-2013 Gazetaweb.com - Muito mais completo! Todos os direitos reservados.